Mudanças entre as edições de "InDebate"

De Indisciplinar
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 4: Linha 4:
 
O InDebate é um blog para divulgação de ideias, posições políticas, pesquisas científicas, não-científicas e anti-científicas, com o objetivo de propor discussões sobre a construção do espaço na atualidade. Buscamos assim promover uma descentralização do saber acadêmico a partir da divulgação de nossas pesquisas em linguagem jornalística, que possa traduzir o conhecimento complexo e erudito produzido na academia para uma linguagem mais cotidiana, acessível e útil à todas e todos que lutam pelos direitos urbanos, humanos e sociais.
 
O InDebate é um blog para divulgação de ideias, posições políticas, pesquisas científicas, não-científicas e anti-científicas, com o objetivo de propor discussões sobre a construção do espaço na atualidade. Buscamos assim promover uma descentralização do saber acadêmico a partir da divulgação de nossas pesquisas em linguagem jornalística, que possa traduzir o conhecimento complexo e erudito produzido na academia para uma linguagem mais cotidiana, acessível e útil à todas e todos que lutam pelos direitos urbanos, humanos e sociais.
  
https://www.facebook.com/InDebate.indisciplinar/
+
[[Arquivo:Facebook.png | 50px | link=https://www.facebook.com/InDebate.indisciplinar/]]
  
 
<gallery>
 
<gallery>

Edição das 17h15min de 16 de agosto de 2018

Indebate.jpg
O InDebate é um blog para divulgação de ideias, posições políticas, pesquisas científicas, não-científicas e anti-científicas, com o objetivo de propor discussões sobre a construção do espaço na atualidade. Buscamos assim promover uma descentralização do saber acadêmico a partir da divulgação de nossas pesquisas em linguagem jornalística, que possa traduzir o conhecimento complexo e erudito produzido na academia para uma linguagem mais cotidiana, acessível e útil à todas e todos que lutam pelos direitos urbanos, humanos e sociais.

Facebook.png

Considerada a importância dos processos de globalização e a produção biopolítica nas/das metrópoles como constitutiva do espaço social, o InDebate reflete os questionamentos levantados pelo grupo em seu processo de construção de saberes que articulem indissociadamente teoria e prática.

As Frentes de Ação, que compõem os projetos de pesquisa e extensão do grupo Indisciplinar, possuem destaque neste blog que pretende adotar um claro recorte político destituinte da razão neoliberal do mundo, que tem sido plataforma ideológica para produção do vasto urbanismo neoliberal que invade corações, mentes e cidades. Também aposta-se em processos constituintes de novos espaços e políticas engendrados pela coletividade cidadã e pela produção do comum-público urbano incorporando a luta de classe (hoje globalizada) e muitas outras formas de exclusão social como o racismo ou o machismo.

Atuamos junto a diversos atores que organizam os campos de disputa por direitos: movimentos sociais, ambientais e culturais; outros grupos de pesquisa e extensão; Ministério Público; Defensoria Pública; Poderes Legislativo e Executivo, dentre outros, portanto, este blog também está aberto à colaboração de todas e todos que pertencem às nossas redes militantes-ativistas-acadêmicas. Outro ponto importante a ser destacado é que priorizamos a escrita coletiva e colaborativa e estamos abertos a parcerias com outros blogs e mídias digitais que possuam visível atuação política, científica, artística, social, envolvendo debates pela justiça e direitos humanos, urbanos e sociais que envolvam da produção do espaço na contemporaneidade.

A proposta do InDebate ancora-se na importância dada pelo grupo às ações tecnopolíticas e na produção de tecnologia social objetivando tornar este blog mais uma ferramenta tecnopolítica do grupo para atuar em rede com as resistências emergentes nas lutas urbanas do cotidiano e faz parte também do conjunto de ações vinculadas ao Programa IndLab – Laboratório Nômade do Comum e ao INCT – Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia – vinculado ao Grupo Indisciplinar denominado Tecnopolíticas: territórios urbanos e redes digitais.