Mudanças entre as edições de "ARQ048 Viagem Colômbia"

De Indisciplinar
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 71: Linha 71:
 
Related articles
 
Related articles
 
Medellin: Once Most Dangerous, Now ‘Most Innovative City’ (traliving.com)
 
Medellin: Once Most Dangerous, Now ‘Most Innovative City’ (traliving.com)
 +
 +
= 3º dia - Medellín =
 +
''Dec 10, 2013 | ARQ 048 Viagem Colômbia, ensino''
 +
 +
Edgar Mazo nos acompanha à Moravia. Aqui estamos no alto da montanha de “basura” da região, da qual foram removidas muitas famílias.
 +
 +
No alto da montanha de basura da região de Moravia, da qual foram removidas muitas famílias, algumas habitações resistem.
 +
 +
 +
A tipografia stencil já é.
 +
 +
img03
 +
 +
Bicicletas adaptadas e o universo vasto de inteligências coletivas em Medellin.
 +
 +
 +
A estrela é verde. A cortina é vermelha.
 +
 +
 +
Um mar de ladrilhos cobre as montanhas em Medellin. Por aqui os tijolos são o Comum do material arquitetônico. Casas ricas e pobres configuram um tapete liso e sem direção.
 +
 +
 +
Ervas.
 +
 +
 +
No Centro Cultural Moravia, projeto de Salmona, a água está em toda parte.
 +
 +
 +
Promenades em Antióquia.
 +
 +
 +
Horta comunitária e jardim interno.
 +
 +
 +
Arquitetura de Salmona e a delicadeza de cada mínimo detalhe: acabamentos entre tijolo e concreto e o desenho minucioso das formas de concreto.
 +
 +
 +
Detalhe da fachada do Centro Cultural Moravia: cobogó para ventilar o interior do edifício + friso no piso que recolhe água da chuva para que escoe em calha interna.
 +
 +
 +
Jardineiras são para assentar.
 +
 +
 +
Chegada ao Centro Cultural Moravia, um dos mais belos edifícios de Salmona em uma das mais emblemáticaa favelas de Medellin.
 +
 +
 +
Escadarias para assentar e rampas para escorregar. Rampa-escada: escorrega-pula. Parque Explora.
 +
 +
 +
Parque Explora.
 +
 +
 +
Paisagismo exuberante do Parque Explora, desenho de bancos que acontecen nas rampas.
 +
 +
Parque Explora.
 +
 +
img23 img24 img25
 +
 +
Quem quer manga?
 +
 +
 +
Interior do hall de entrada para o Jardim Botânico de Medellin. Natureza enredada.
 +
 +
 +
Parque dos Desejos.
 +
 +
 +
Jardim de capins.
 +
 +
 +
Snack Medellin. Universidad Salazar.
 +
 +
 +
| Aula de natação no complexo aquático projetado pelo arquiteto Edgar Mazo. Diversão no visor da piscina. | B.
 +
 +
 +
| Complexo Aquático: visita com o arquiteto Edgard Mazo, em que ele explicou um pouco sobre o projeto. O mais interessante foi que pedaços da cobertura, como colmeias triangulares, foram retirados e utilizados como bancos em todo o parque. | L.
 +
 +
img36
 +
 +
| Escola de Arquitetura da UPB: uma arquitetura agradabilíssima, em que todos os detalhes foram pensados, as aberturas para ventilação, a localização estratégica das portas (entre pilares) e dos bancos ao lados das salas de aula. Além disso, foi possível perceber uma maior flexibilidade quanto as normas do corpo de bombeiros se comparadas com aquelas exigidas em Belo Horizonte, como a altura dos guarda-corpos e a existência de corrimãos nas escadas e rampas. | Letícia.
 +
 +
 +
| Faculdade de Arquitetura da Universidad Pontificia Bolivariana: Um espaço incrível, que integra o interior e o exterior, agradável e que foi pensado para o uso nele desenvolvido. Professores que ganham pouco, mas que são apaixonados pelo que fazem, transmitem o amor que tem pela profissão e provocam um fascínio enorme nos estudantes. Essa conjuntura permite ensinar arquitetura. | T.
 +
 +
 +
| Escadas sem corrimão, rampas de inclinação negativa e guarda-corpos que mais estão pra guarda-pés. esta é a faculdade de arquitetura da upb. Do guarda-corpo que já era baixo, fizeram o encosto do banco. Aqui o arquiteto pode tudo!  | S.
 +
 +
 +
| Onde se vende caldo de cana, o forro é feito de cana. Aprendendo com las vegas… | S.
 +
 +
 +
Arquitetura padronizada para o homem padrão. Modulor no edifício do banco colômbia. Escala – 1:3.
 +
 +
 +
| Morávia | S.
 +
 +
 +
Amanhã é comemorado na Colômbia o dia do amor e da amizade. Puramente comercial… Mas vale o dia para celebrar os bons sentimentos!

Edição das 11h30min de 10 de outubro de 2018

1º dia - Medellín

Dec 10, 2013 | ARQ 048 Viagem Colômbia, ensino

Programação artístico-cultural intensa em Medellin. O 43 Salon (Inter) Nacional de Artistas da Colômbia presente em diversos Museus, Galerias e espaços alternativos da Cidade.

VISITA AO MAMM _MUSEU DE ARTE MODERNA DE MEDELLIN|

Exposição com Obra Interativa do Ernesto Neto no Museo de Arte Moderna de Medellin dominando o átrio central do espaço. Um dos curadores da coletiva é o belorizontino Rodrigo Moura.

| links com mais informações: |

https://www.facebook.com/SNACKMEDELLIN


2º dia - Medellín

Dec 10, 2013 | ARQ 048 Viagem Colômbia, ensino

Projeto de Los Mesas.


Jardim Botânico.


| 18/09 – Uma paisagem homogênea em relação à arquitetura, esta foi a minha primeira impressão sobre Medellin. A cidade apresenta a maioria das edificações, antigas ou novas, em tijolinho aparente, cujas principais cores que se destacam são o laranja do material e o verde da arborização abundante. As montanhas circundam todo o território, situado no fundo de um vale, o que torna o lugar ainda mais peculiar. | Letícia


| 18/09 – Cerro de Nutibara: um mirante natural no centro de Medellin. O lugar ideal para entender a logística do espaço, isso é identificar os locais importantes da cidade e como ela se insere no relevo. O espaço nos sugere que a cidade cresceu para além do fundo do vale e “subiu” as montanhas, principalmente, pela classe menos desenvolvida, á nordeste. | Letícia


| Medellín é uma cidade muito diferente das que temos no Brasil. Muito arborizada, tem a maioria de seus edifícios em tijolos aparentes, o que dá à paisagem um tom terroso bastante peculiar. Traçado urbano de Medellín: Quando chegamos, tivemos dificuldade em entender a lógica da cidade, com suas “calles” e “carreras” identificadas por números (as ruas ou avenidas chamam-se “Calle 10” ou “Carrera 10”, por exemplo). Percebemos, enfim, que o as calles posicionam-se no sentido norte-sul e as carreras têm direção leste-oeste. |

Cerro Nutibara e el Pueblito Paisa: o Cerro Nutibara é um parque montanhoso de Medellín, que, por estar mais alto do que o seu entorno, funciona como um excelente mirante. Neste ponto turístico está o Pueblito Paisa, uma réplica de um povoa…do típico de Antioquia (nome dado a um dos 32 departamentos da Colômbia e que tem como capital a cidade de Medellín). No local, é possível encontrar um pouco do artesanato e dos doces tradicionais da região.

Tijolinho em medellin. Lajota 10×10 em bh. Reflita.

Neon, noel, neon com tantas luzes e letreiros, parece natal em Vegas.

“Tan arquitecto como artista, tan poeta como político, tan teórico como emotivo, tan práctico como soñador, tan cosmopolita como local, (Rogelio Salmona) tuvo como pocos, ojos para apreciar y valorar las dos caras de la luna. Ese fue su gran mérito en la escena nacional y latinoamericana de la arquitectura.”

Medellin passou por importantes intervenções urbanísticas. Esta é em moravia, área de favelas. Crianças correm pelas fontes no calor da cidade. Afinal, água é pra quê?

| 19/09 – Centro de Desarollo Cultural de Moravia: um centro difusor de cultura, localizado na comunidade de Moravia, em Medellín. Um projeto fantástico desenvolvido em um edifício do arquiteto Rogelio Salmona. | Thaís Valle

Moravia – a intervenção na favela respeita a conformação espacial do lugar e acontece de forma muito mais delicada do que costumamos ver. O tratamento do piso e os canteiros criados obedecem os caminhos existentes, ao invés de tentar impor um novo traçado, formando pequenos “pátios” e áreas de convivência onde já havia afastamentos maiores e alargamentos nas vias.

Mais de morávia. Ao fundo, crianças fazem do chão da praça escorregador. Quando crescerem, terão ótimas lembranças do espaço público. Queria infâncias assim no brasil.

Centro de Desarollo Cultural de Moravia: Para que desse certo, foi necessário que o Centro fosse até as pessoas e expusesse sua propostas, sua razão de ser. Hoje, o edifício disponibiliza espaços para a ocorrência de aulas, etc.

EPM (Empresas Públicas de Medellín): EPM é uma empresa de serviços domiciliários de energia, gás natural, água e saneamento. É pública, mas se faz disponível a todas as “viviendas”, mesmo as irregulares ou ilegais, a fim de que seus moradores tenham acesso às facilidades por ela oferecidas.

Palestra do arquiteto Edgar Mazo em Universidad Pontifícia Bolivariana sobre seu projeto para toda a região lindeira ao Rio Medellin.

Centro de Desarollo Cultural de Moravia, de Rogelio Salmona. O cuidado com o detalhe é notável em todo o projeto.

| 19/09 – Habitações de baixa renda. É um ótimo exemplo de como começou Moravia, segundo Juan, professor do Centro de Desarrollo Cultural de Moravia. A região era um antigo depósito de lixo e os moradores, construíam as suas casas com materiais de diversos tipos encontrados no próprio terreno. | Letícia

Gastronomia: Sorvete de arequipe: parece um doce de leite, Oblea: sanduíche de hostia com recheio de geléia ou doce de leite, Água ensacada: difícil de tomar, Bolinho de Arepa: é feito de milho, não temos nada parecido no Brasil, é massudo e crocante, Churro de Pollo: espetinho de frango, mas o gosto do frango é diferente do brasileiro, Platanitos: chips de banana feitos na hora, excelente.

| 19/09 – Vista do alto da comunidade Moravia, fechamos a visita com chave de ouro. | Letícia

Centro de Desarollo Cultural de Moravia

Related articles Medellin: Once Most Dangerous, Now ‘Most Innovative City’ (traliving.com)

3º dia - Medellín

Dec 10, 2013 | ARQ 048 Viagem Colômbia, ensino

Edgar Mazo nos acompanha à Moravia. Aqui estamos no alto da montanha de “basura” da região, da qual foram removidas muitas famílias.

No alto da montanha de basura da região de Moravia, da qual foram removidas muitas famílias, algumas habitações resistem.


A tipografia stencil já é.

img03

Bicicletas adaptadas e o universo vasto de inteligências coletivas em Medellin.


A estrela é verde. A cortina é vermelha.


Um mar de ladrilhos cobre as montanhas em Medellin. Por aqui os tijolos são o Comum do material arquitetônico. Casas ricas e pobres configuram um tapete liso e sem direção.


Ervas.


No Centro Cultural Moravia, projeto de Salmona, a água está em toda parte.


Promenades em Antióquia.


Horta comunitária e jardim interno.


Arquitetura de Salmona e a delicadeza de cada mínimo detalhe: acabamentos entre tijolo e concreto e o desenho minucioso das formas de concreto.


Detalhe da fachada do Centro Cultural Moravia: cobogó para ventilar o interior do edifício + friso no piso que recolhe água da chuva para que escoe em calha interna.


Jardineiras são para assentar.


Chegada ao Centro Cultural Moravia, um dos mais belos edifícios de Salmona em uma das mais emblemáticaa favelas de Medellin.


Escadarias para assentar e rampas para escorregar. Rampa-escada: escorrega-pula. Parque Explora.


Parque Explora.


Paisagismo exuberante do Parque Explora, desenho de bancos que acontecen nas rampas.

Parque Explora.

img23 img24 img25

Quem quer manga?


Interior do hall de entrada para o Jardim Botânico de Medellin. Natureza enredada.


Parque dos Desejos.


Jardim de capins.


Snack Medellin. Universidad Salazar.


| Aula de natação no complexo aquático projetado pelo arquiteto Edgar Mazo. Diversão no visor da piscina. | B.


| Complexo Aquático: visita com o arquiteto Edgard Mazo, em que ele explicou um pouco sobre o projeto. O mais interessante foi que pedaços da cobertura, como colmeias triangulares, foram retirados e utilizados como bancos em todo o parque. | L.

img36

| Escola de Arquitetura da UPB: uma arquitetura agradabilíssima, em que todos os detalhes foram pensados, as aberturas para ventilação, a localização estratégica das portas (entre pilares) e dos bancos ao lados das salas de aula. Além disso, foi possível perceber uma maior flexibilidade quanto as normas do corpo de bombeiros se comparadas com aquelas exigidas em Belo Horizonte, como a altura dos guarda-corpos e a existência de corrimãos nas escadas e rampas. | Letícia.


| Faculdade de Arquitetura da Universidad Pontificia Bolivariana: Um espaço incrível, que integra o interior e o exterior, agradável e que foi pensado para o uso nele desenvolvido. Professores que ganham pouco, mas que são apaixonados pelo que fazem, transmitem o amor que tem pela profissão e provocam um fascínio enorme nos estudantes. Essa conjuntura permite ensinar arquitetura. | T.


| Escadas sem corrimão, rampas de inclinação negativa e guarda-corpos que mais estão pra guarda-pés. esta é a faculdade de arquitetura da upb. Do guarda-corpo que já era baixo, fizeram o encosto do banco. Aqui o arquiteto pode tudo! | S.


| Onde se vende caldo de cana, o forro é feito de cana. Aprendendo com las vegas… | S.


Arquitetura padronizada para o homem padrão. Modulor no edifício do banco colômbia. Escala – 1:3.


| Morávia | S.


Amanhã é comemorado na Colômbia o dia do amor e da amizade. Puramente comercial… Mas vale o dia para celebrar os bons sentimentos!